quarta-feira, 26 de julho de 2017

Tensão no Oriente Médio pode provocar uma guerra entre Arábia Saudita e Irã

A chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, propôs nesta segunda-feira a realização de negociações diretas entre o Qatar, Arábia Saudita, Bahrein e Egito, para promover a mais rápida possível resolução da crise diplomática entre esses países.
O especialista em Golfo Pérsico no Centro de Pesquisas Árabes do Egito, Ahmed Talaat, disse à agência Sputnik que "finalmente a UE manifestou a vontade de apoiar os processos de negociação, relacionados à crise envolvendo Qatar, e ajudar a encontrar uma solução".
"Os europeus também se mostraram, em parceria com outros mediadores da crise no Qatar, prontos para combater o terrorismo. Possivelmente eles se empenharão nisso em breve", afirmou o especialista.
Ahmed Talaat demonstrou satisfação com a participação europeia pois, segundo ele, o risco de um conflito armado na região é muito alto.
"É necessário utilizar de todos os meios diplomáticos e políticos possíveis para pressionar os países que promoveram o embargo, bem como o próprio Qatar. Todas as partes do conflito devem sentar para negociar. O futuro dessa região árabe e de todo o Oriente Médio depende disso", afirmou o interlocutor da agência.
Se a situação se agravar, é possível uma guerra entre a Arábia Saudita e o Irã, enquanto a intervenção da Turquia na região pode provocar tensões em alguns países", concluiu.

Arquivo do blog segurança nacional