domingo, 22 de outubro de 2017

Exposição do Poderio Militar Russo

Conflito entre Ministro da Defesa e Forças Armadas - Intervenção Militar

Sobram aviões... mas faltam pilotos!

Para lembra o ministro da defesa

SENHOR ministro da defesa do brasil o senhor acha isto certo um culpado de  tira VERBAS  do povo brasileiro esta ai solto livre como um pássaro PARA O SENHO ESTA TUDO BOM,, E ISTO QUE O SENHOR QUER PARA SEUS NETOS  E SEUS FILHOS UM PAIS DE LADRÕES
UM FORTE ABRAÇO
ESTE E MEU DESSA BAFO    

Senadores decidem rejeitar afastamento de Aécio Neves

A maioria dos senadores decidiu, nesta terça-feira, recusar a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal de afastar do cargo o senador Aécio Neves (PSDB-MG), acusado de corrupção passiva e obstrução à justiça. Com isso, o parlamentar, que não desempenha atividades na Casa desde o final de setembro, poderá retomar os seus trabalhos.
Em votação realizada hoje em plenário, 44 dos 71 presentes disseram "não" à manutenção das medidas cautelares que afastaram o psdbista do desempenho de suas funções e o obrigaram ao recolhimento domiciliar noturno. Outros 26 votaram a favor da decisão do Supremo, enquanto o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), não votou. Aécio precisava de 41 votos para derrubar as medidas.
Mais cedo, o senador tucano, afastado do cargo para não interferir nas investigações da Lava Jato, enviou uma carta aos seus colegas se dizendo inocente das acusações e pedindo apoio para vencer a votação. No documento, ele afirmou ser vítima de uma trama armada por agentes públicos e empresários inescrupulosos para prejudicá-lo.
Aécio foi acusado de receber propina no valor de R$ 2 milhões de Joesley Batista, proprietário da holding J&F. A acusação é baseada principalmente em uma conversa mantida entre o senador e o empresário, gravada em ação controlada pela Polícia Federal.

NOTA.. SNB;;Caro leito esta e a justiça do lava a jato colocando os culpado em liberdade 
A policia federal pega o ladrão e ele e solto pela justiça que não viu nada  vamos fingir que não virmos nada sera que somos sego o povo brasileiro e  analfabeto mesmo 
Estar na hora de mobilizar os cara pintada para tira os malandros  de brasília 
VIVA O BRASIL  

Qual é o objetivo das manobras militares conjuntas da Rússia e Índia?

Cerca de 1.000 militares, 30 aviões, 5 navios de superfície e um submarino participam das manobras conjuntas russo-indianas Indra 2017, que começaram no dia 19 de outubro. Pela primeira vez na história, esses exercícios reúnem efetivos das tropas terrestres, da aviação e da Marinha.
Os militares afirmam que os Indra 2017 implicam um aprofundamento das relações entre as Forças Armadas da Rússia e da Índia, que têm uma longa história de cooperação. 
"É claro que é cedo para falar de uma aliança militar, mas as manobras deste nível permitem aos dois países combater várias ameaças no futuro, que vão desde a pirataria ao terrorismo internacional", destacou o especialista militar Andrei Kots.
Da parte da Rússia, participam das manobras companhias de infantaria motorizada, unidades de tanques, morteiros, artilharia autopropulsada, defesa antiaérea e unidades de reconhecimento.
Os militares deverão realizar missões de exploração e busca, bloqueio de territórios, desembarques de forças táticas de assalto e eliminação de "forças inimigas".
Da parte da Rússia, participam das manobras companhias de infantaria motorizada, unidades de tanques, morteiros, artilharia autopropulsada, defesa antiaérea e unidades de reconhecimento.
Os militares deverão realizar missões de exploração e busca, bloqueio de territórios, desembarques de forças táticas de assalto e eliminação de "forças inimigas".
No que se refere à parte aérea dos exercícios, os militares russos e indianos combaterão nas mesmas esquadrilhas, perseguirão e alvejarão alvos "terroristas", devendo ainda realizar manobras conjuntas em diferentes altitudes.
Para tal, serão utilizados caças Su-30SM, helicópteros Mi-8AMTSH Terminator, sistemas de mísseis S-300 e S-400 e sistemas de defesa aérea de curto alcance Pantsir-S. Os militares da Marinha, por sua parte, efetuarão a escolta de navios, simularão corredores humanitários, inspecionarão embarcações suspeitas, realizarão uma operação de reconhecimento de submarinos "inimigos" e participarão de um "combate".
De acordo com os especialistas, Rússia e Índia têm boas perspectivas no que diz respeito à cooperação militar.
"Não há diferenças insuperáveis entre os nossos países e não as teremos no futuro. Definiria a Rússia e a Índia como aliados ideais em vários campos, por exemplo, na luta contra o terrorismo islâmico", assegurou Alexandr Khramikhin, vice-presidente do Instituto de Análise política e Militar da Rússia.

Ministro da Defesa descarta intervenção militar no Brasil

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, descartou neste sábado (21) a possibilidade de haver uma intervenção militar no Brasil por conta da crise política no país.
O ministro participou neste sábado de uma cerimônia que marcou o fim da operação do Brasil na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) e conversou com jornalistas sobre os rumores da participação militar no contexto político do país alimentados por alguns setores da sociedade. 
Existe paz e tranquilidade dentro dos quartéis e nas Forças Armadas. Resumo o que as Forças Armadas entendem para o momento da seguinte maneira: dentro da Constituição, tudo, fora da Constituição, absolutamente nada”, afirmou o ministro, descartando a possibilidade de uma intervenção militar no Brasil. 
“Para que intervenção militar? Para resolver o problema da Previdência? Para resolver o problema democrático, que está resolvido? Para resolver o problema da inflação, que está sendo resolvido? Para resolver o problema do desemprego, que está caindo? Para que intervenção militar, se o Brasil está sendo passado a limpo? Temos a Lava Jato, que está punindo aqueles que são responsáveis pela corrupção”, acrescentou. 
Jungmann declarou ainda que o Brasil vive um momento bom em que os corruptos estão sendo punidos, e que a situação atual do país é de democracia. 
Nota,, Snb Caro leito quem esta falando e o ministro da defesa colocado ai pelo  Michel Temer e claro que ele vai defender quem colocou ele nesta pasta para o brasil ir para frente seria melhor tira todos os envolvidos o próprio  presidente michel temer 
que justiça e esta o povo brasileiro não  e burro  mais e medroso de mais 
intervenção já,, seria melhor para o brasil   chega de escravidão de políticos corruptos 
viva o brasil     

Arquivo do blog segurança nacional