segunda-feira, 5 de junho de 2017

Fontes militares revelam detalhes sobre novo porta-helicópteros russo de quinta geração

Recentemente, duas fontes militares, citadas pela edição russa Zvezda, revelaram como vai ficar o novo porta-helicópteros russo Lavina (Avalanche).

O novo navio terá um convés que poderá acomodar helicópteros de assalto Ka-52K, helicópteros antissubmarino Ka-32, bem como um poderoso sistema de defesa antiaérea construído com base na versão naval do sistema de defesa antiaérea Pantsir-S.
No total, o navio russo será capaz de transportar, no mínimo, 60 veículos blindados e entre 20 e 30 tanques. Além disso, o navio será equipado com quatro lanchas de desembarque que levarão as equipes de militares para a zona de combate quando não haja possibilidade de o porta-helicópteros se aproximar da linha costeira.
Atualmente, apenas existe uma maqueta do Lavina. De acordo com seus criadores, o navio terá um deslocamento de 14.000 toneladas e 165 metros de comprimento.
Pela primeira vez, um protótipo do navio foi apresentado no âmbito da exposição EXÉRCITO 2015, mas na época o porta-helicópteros Lavina ficou praticamente sem atenção pública.
De acordo com o vice-ministro da Defesa da Rússia, Yuri Borisov, o Lavina foi incluído no programa de armamento para 2025 pelas autoridades russas para substituir os navios da classe Mistral, que a Rússia havia encomendado à França e que nunca recebeu devido aos acontecimentos na Ucrânia.
"Fizemos vários estudos para elaborar o projeto universal de um navio de nova geração. Tivemos uma experiência muito útil na construção de cobertas para os Mistral, os quais são um tipo de navio básico para a implantação de um grupo de helicópteros. Assim, estamos preparados para oferecer aos nossos clientes um navio universal", disse o conselheiro do diretor-geral do Centro de Pesquisa Estatal Krilov, Valery Polovinkin, citado pelo Zvezda.

Arquivo do blog segurança nacional