quarta-feira, 24 de maio de 2017

Modernização do Tu-160 russo dá impulso à renovação industrial (FOTOS)

O projeto modernizado do bombardeiro estratégico russo Tu-160 precisa de uma renovação de todas as empresas envolvidas na sua construção.

Em particular, a fábrica aeronáutica de Kazan recentemente integrou a maior instalação de soldadura por raios de elétrons na Rússia.
A instalação usada para criar os primeiros Tu-160 foi renovada completamente no processo de modernização de todos os equipamentos da fábrica de Kazan, uma filial da Tupolev.
Relançamos em Kazan uma das instalações de soldadura por raios de elétrons e uma de recozimento a vácuo as maiores do mundo, modernizadas exclusivamente com tecnologia russa", anunciou o presidente da Corporação Aeronáutica Unida russa (OAK) Yuri Sliusar.
A soldadura por raios de elétrons é um processo tecnológico sofisticado, durante o qual a energia necessária para juntar as peças de um material provém de um raio de elétrons.
Devido à sua precisão e à falta de contribuição de qualquer material 'estrangeiro' na soldadura, este método é muito ativamente utilizado no domínio de aeronáutica, na indústria aeroespacial e na produção de maquinaria pesada para soldar metais refratários como o titânio, o tungstênio ou o rênio.
No projeto inicial do Tu-160, nos anos oitenta, mais de dez institutos científicos da União Soviética uniram forças para construir uma instalação deste tipo para os futuros bombardeiros.
No final da década, às vésperas da dissolução do país, estas aeronaves deixaram de ser produzidas e a equipamento único ficou sem uso.
Depois de ter decidido devolver à vida os potentes "cisnes brancos", ápodo dos Tu-160, a Rússia iniciou a renovação dos equipamentos utilizados na construção, incluindo a soldadura.
Segundo a Tupolev, 90% dos seus componentes foram substituídos por equipamentos modernos, produzidos na Rússia, e a maquinaria modernizada se tornou mais eficaz e confiável.
O novo equipamento vai ser também utilizado para a construção do bombardeiro estratégico avançado russo PAK DA, desenvolvido pela Tupolev.

Arquivo do blog segurança nacional