quarta-feira, 24 de maio de 2017

Empresa sueca SAAB espera ganhar bilhões com vendas de equipamento militar à Europa

Os países membros da OTAN estão sendo forçados a investir mais na área da defesa, consequentemente serão canalizados bilhões de euros para obter novo material bélico do mais diverso tipo. Com a cúpula da OTAN prevista para o fim de maio, a empresa sueca SAAB espera ter uma década de aumento das vendas.

Ameaças reais e imaginadas, bem como o objetivo comum da OTAN de alocar pelo menos 2% do PIB de cada país à defesa, fazem com que os políticos europeus sejam obrigados a aumentar as despesas destinadas a este setor. Embora a maioria dos recursos seja gasta em pessoal e novas instalações, é também necessário novo equipamento, aumentando a demanda pelo mais diverso material, desde munições até caças caros.
O presidente da SSAB sueca, Hakan Buskhe, está bastante otimista quanto às perspectivas de modernização militar na Europa por causa do "agravamento da segurança".
Estamos perante um período de tensão aumentada, que pode durar 10-15 anos, e esperamos aumentar o número de encomendas", disse o diretor ao jornal sueco Svenska Dagbladet.
Se mais países se decidirem a cumprir o objetivo orçamental da OTAN, a demanda por equipamento militar poderá aumentar cerca de 25% nos anos que veem, afirmou Hakan Buskhe, mencionando o interesse crescente pelo equipamento de radar da SAAB, especialmente pelo sistema GlobalEye.

Arquivo do blog segurança nacional