sábado, 30 de novembro de 2013

Brasil corta impostos para 26 fabricantes de equipamento militar

Por: EFE
O Ministério da Defesa incluiu hoje 26 fabricantes de equipamento militar para uma lista de empresas "estratégicas" que recebem de impostos para vender equipamento militar para o Brasil e outros países descontos.
Empresas certificadas recebem impostos e benefícios fiscais que lhes permitem reduzir os seus preços entre 13% e 18%, aumentando assim a sua competitividade em relação aos concorrentes estrangeiros, de acordo com um comunicado do ministério.
Os incentivos estão condicionados a empresas permanecem capital brasileira, por isso seria retirado se uma empresa estrangeira comprou.
Entre as empresas já estabelecidas é a fabricante de aviões Embraer, que está desenvolvendo cargueiro militar KC360 e também possui caças Super Tucano.
Também foram incluídos a partir de fabricantes de balística em pó, para empresas químicas e desenvolvedores de sistemas tecnológicos.
As empresas incluídas no plano são: AEQ, Akaer, ARMTEC, Atech, Avibras, Axur, BCA, bradar, Condor, Dígitro, Embraer, EMGEPRON, Flight Technologies.
Também estão incluídos Touro Forges Grupo Inbra, IACIT, IAS, Imbel, Mectron, nitrochemicals, Nuclep, Orbital Engenharia, Opto, Rustcon, Spectra Tecnologia e Ponto Vertical fazer.
O governo brasileiro estima que o aumento das vendas derivados deste plano vai criar 60.000 empregos diretos e 240.000 empregos indiretos.
Estas 26 empresas serão adicionados no futuro 81 outras empresas que se inscreveram no programa e estão aguardando aprovação do Ministério para obter o reconhecimento de "estratégica".
SEGURANÇA NACIONAL BLOG.SNB

Arquivo do blog segurança nacional