sábado, 30 de novembro de 2013

Aviação do Exército busca sistema de aquisição e transmissão de imagens Optrônicos da Sagem Optovac apresentados em Caçapava

Durante reunião de alto comando que marcou o encerramento da Operação Paraibuna II, grande exercício realizado no interior do estado de São Paulo pela 2ª Divisão de Exército, oficiais da Aviação do Exército apresentaram suas demandas por novas capacidades destinadas a incrementar a versatilidade de emprego dos helicópteros baseados em Taubaté. Foi demonstrado o sistema de comunicação e transmissão de imagens ar-solo Falcon C2 View (Harris), que amplia e muito a capacidade de comando e controle (C2) da Aviação do Exército, operando em conjunto com optrônicos componentes do sistema FELIN (Fantassin à Equipements et Liaisons INtégrés). O binocular multifuncional de longo alcance JIM LR, a interface de operação remota portátil ROS, miras termais e antenas repetidoras conectadas a rádios digitais Falcon (Harris) foram apresentados na ocasião por executivos da Sagem Optovac, subsidiária brasileira controlada pelo Grupo Safran. Esses recursos foram utilizados em caráter de teste durante o referido exercício por frações de tropas em terra e por aeronaves da AvEx.Capaz de produzir imagens termais noturnas de alta resolução a grandes distâncias, o JIM LR é estabilizado, anulando assim a vibração do helicóptero, e possui telêmetro laser para determinação da distância do alvo. Operado a mão por um tripulante, o optrônico traz significativo incremento nas operações de reconhecimento aéreo realizadas pela AvEx de dia ou a noite. Segundo informações colhidas por T&D no local, o Jim LR, o sistema ROS, as miras termais e demais componentes podem ser fabricados no Brasil na linha de montagem da Optovac instalada no Parque Tecnológico da UNIVAP em São José dos Campos. Esse mesmo set de equipamentos é cotado para possível adoção e emprego no SISFRON e PROTEGER, projetos estratégicos do Exército Brasileiro, e na Brigada de Operações Especiais A aquisição desses recursos se daria dentro do contexto da implantação da Companhia de Comunicações de Aviação do Exército, unidade atualmente em fase de planejamento e estudos para ser instalada em Taubaté, sede do Comando de Aviação do Exército (CAvEx), do Centro de Instrução da Aviação do Exército (CIAvEx) e dos 1º e 2º Batalhões de Aviação (BAvEx).
Por Roberto Valadares Caiafa
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional