quarta-feira, 24 de julho de 2013

Governo lança instituto de estudos do mar com navio de R$ 80 milhões

O governo oficializou a criação do Inpo (Instituto Nacional de Pesquisas Oceanográficas) para coletar informações sobre o mar e a costa brasileira.
O anúncio foi feito nesta terça-feira, 23, durante a reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), no Recife (PB). A iniciativa do governo já havia sido adiantada pela Folha em maio do ano passado.
A proposta é viabilizar, via instituto, pesquisas sobre o mar que já são feitas em universidades, institutos e empresas do país, além de estimular novos estudos.
"A ideia é organizar e financiar projetos na área do mar", diz à Folha o ministro Marco Antonio Raupp (Ciência). O projeto é uma parceria do ministério com a Marinha do Brasil, a Petrobras e a Vale.
NAVIO CHINÊS
Uma das novidades é a aquisição de um navio da China que será adaptado para as pesquisas sobre o mar -- uma espécie de navio-laboratório. De acordo com Raupp, o navio está sendo comprado pela Marinha por R$ 80 milhões. Deve chegar ao Brasil em outubro de 2014.
"Já temos o dinheiro para o navio. Enquanto isso, o Inpo vai se instalando. Mas o instituto não depende do navio para funcionar."
A ideia é que o instituto tenha também, no futuro, um espaço físico. "Precisamos acrescentar algo na área. Se vamos fazer uma nova estrutura, é preciso avançar ao que já está sendo feito", diz Raupp.
A necessidade de mais pesquisas sobre a costa brasileira é uma demanda recorrente da comunidade científica. De acordo com cientistas, faltam informações sobre o movimento do oceano na costa brasileira e sobre os impactos das mudanças climáticas nessa dinâmia.
FOLHA..SNB

Arquivo do blog segurança nacional