sexta-feira, 26 de abril de 2013

Pela primeira vez, Equador lança ao espaço satélite não tripulado


 O hino do Equador será a primeira transmissão feita pelo primeiro satélite nacional colocado em órbita, na noite dessa quinta-feira, graças aos esforços conjuntos da Agência Espacial Civil Equatoriana e do governo.
O cosmonauta e diretor da Agência EXA, Ronni Náder, afirmou que hoje é um dia histórico, porque o Equador passará a fazer parte da Space Faring Nations (Lista das Nações Espaciais) da Organização das Nações Unidas (ONU).
O evento, de fundamental importância para o Equador, será transmitido a partir das 22:30 dessa quinta-feira em cadeia nacional de rádio e televisão e por internet, na páginainformou a EXA. Durante a transmissão, será possível observar a decolagem do foguete chinês LM2D (portador do satélite) e imediatamente, através de simulações e dados técnicos, se poderá ver como o satélite é colocado em órbita, explicou Náder.
O cosmonauta, natural de Guayaquil, comandará as operações de voo do satélite desde o Centro Integrado de Segurança ECU-911, em Samborondón, onde está prevista uma visita do presidente da República, Rafael Correa, além da visita de outras autoridades do governo que participarão desse ato histórico.
O ministro Coordenador da Segurança, Homero Arellano, convidou todos os cidadãos a visitarem os ECU-911 de Samborondón, Quito, Machala, Cuenca e Ambato para participarem desse marco na história equatoriana.

Programa de lançamento

De acordo com o programa de lançamento, será feita uma contagem regressiva dos últimos dez segundos antes da decolagem do foguete do cosmódromo de Jiuquan, na China, previsto para as 23:13 do Equador (04:13 da sexta-feira, Hora de Greenwich); às 23:15 ocorre a separação da primeira parte do foguete, e o Centro de Controle da EXA corrige cálculos de trajetória.
Entre 23:16 e 23:18, ocorre a separação da capota e o foguete se apaga. Às 23:26, ocorre a separação do satélite principal e o satélite Pegaso, momento preciso no qual o Centro de Controle corrige os cálculos de inserção no espaço.
A transmissão por cadeia nacional termina quando o diretor do cosmódromo de Jiuquan anuncie o lançamento exitoso e o Equador o confirme, o que deve ocorrer às 23:30. Em seguida, serão entrevistados os representantes equatorianos que estão na China e às 23:50 terminará a transmissão por parte o país asiático.
Náder calcula que as primeiras imagens chegarão num período de 12 a 48 horas, tempo para que seja realizado o correto posicionamento do satélite em órbita, o que implica estabilização geomagnética, implantação de antenas, entre outros aspectos técnicos.
A construção da peça e da armação do nano-satélite – assim chamado por sua aparência de cubo, de 10 por 10 centímetros, com painéis de 75 centímetros e um peso aproximado de 1,2 quilogramas – custou à agência EXA um total de 80 mil dólares, além dos 700 mil dólares investidos pelo Estado para o seguro do equipamento, assim como para o processo de certificação espacial, pago pelo envio do satélite através da nave chinesa, entre outros gastos.

La información y el contenido multimedia, publicados por la Agencia de Noticias Andes, son de carácter público, libre y gratuito. Pueden ser reproducidos con la obligatoriedad de citar la fuente.http://www.andes.info.ec/es/node/16102


La información y el contenido multimedia, publicados por la Agencia de Noticias Andes, son de carácter público, libre y gratuito. Pueden ser reproducidos con la obligatoriedad de citar la fuente.http://www.andes.info.ec/es/node/16102
Os custos também incluem a construção de outro satélite, chamado Krysoar, gêmeo do Pegaso, que será colocado em órbita em agosto deste ano.
Náder destacou que o Equador está passando por momentos históricos, já que além de colocar em órbita seu primeiro satélite, agora há empresas internacionais interessadas em fabricar peças para satélites no país. “Esse é o resultado, quando se vê de fora que no Equador se une o talento civil ao apoio do governo”, afirmou o cosmonauta de Guayaquil.
O ministro Arellano garantiu que o governo continuará apoiando o programa espacial EXA, para o qual será destinada uma área especial na Cidade do Conhecimento Yachay

La información y el contenido multimedia, publicados por la Agencia de Noticias Andes, son de carácter público, libre y gratuito. Pueden ser reproducidos con la obligatoriedad de citar la fuente.http://www.andes.info.ec/es/node/16102
andes.info.ec..SNB

Arquivo do blog segurança nacional