sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Jovens não atribuem importância à segurança na internet


A maioria dos jovens não dá a devida importância à segurança na Internet. Metade dos inquiridos, no entanto, já teve problemas online por causa disso.

Um estudo da empresa de software e segurança online Check Point, no relatório "A Separação Geracional na Segurança da Internet", garante que apenas 31% dos jovens da chamada "Geração Y" (dos 18 aos 25 anos) que responderam ao estudo atribuem "importância capital" à segurança quando "se trata de tomar decisões a respeito dos seus dispositivos ou equipamentos informáticos". Como prioridade estão, desta feita, o entretenimento e a utilização de comunidades, em detrimento da "própria segurança na Internet", resultante da confiança que os jovens têm relativamente aos seus conhecimentos sobre segurança online.
Os ataques a jovens, no entanto, são uma realidade, com metade dos inquiridos a admitir já ter sofrido "algum tipo de incidente relacionado com a segurança nos últimos dois anos".
Com o "crescimento do cibercrime" e a crescente tendência para estarmos sempre conectados, "os riscos para a segurança multiplicam-se", lembra a empresa, que sublinha o papel das redes sociais, do "download habitual de ficheiros" e da "exposição contínua derivada da navegação na Internet" nesse processo.
Para se precaver de ciberataques, esta empresa recomenda que o sistema operativo seja actualizado com regularidade, que se ajustem (sempre que necessário) as opções de privacidade utilizadas nas redes sociais e se tenha cuidado com os ataques de engenharia social e com a inclusão de "amigos" nas redes.
Mudar as passwords utilizadas online com regularidade e ter cuidado na utilização de hotspots de wi-fi, bem como não clicar aleatoriamente em sites (pois todos os dias são detectados novos casos de páginas maliciosas), muito menos desactivar o software de segurança do dispositivo em qualquer momento, também são conselhos a ter em conta.
VOZ DA RUSSIA..SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional