sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Marinha do Brasil recebe míssil superfície-superfície anticarro MSS 1.2 AC (Mectron) para o Corpo de Fuzileiros Navais

Em cerimônia realizada na Fortaleza de São José, o comandante geral do Corpo de Fuzileiros Navais, almirante de esquadra (FN) Marco Antonio Corrêa Guimarães, acompanhado do diretor de Sistemas de Armas da Marinha, vice-almirante Walter Carrara Loureiro e do comandante de Material do CFN, contra-almirante (FN) César Lopes Loureiro, recebeu o diretor-presidente da Mectron, Gustavo Ramos, e o diretor da Unidade de Defesa da empresa, Rogério Salvador, para a assinatura do termo de entrega do 1º lote piloto dos sistemas de armas do míssil superfície-superfície anticarro MSS 1.2 AC, de médio alcance, composto de 16 munições com cabeça de guerra, um simulador de tiro, um equipamento de teste e quatro jogos de manuais.O MSS 1.2 AC é um sistema de armas superfície-superfície, anticarro, guiado a laser, com alcance de cerca de 3 km. O sistema de guiagem a laser permite direcionar o míssil mesmo após o seu lançamento, acompanhando a trajetória do alvo. A parte operacional compreende uma unidade de tiro e a munição. Amplamente versátil, o MSS 1.2 AC também pode ser aerolançável para emprego por tropas paraquedistas. Para operações noturnas, a unidade de tiro possui uma câmera de visão noturna sensível à radiação infravermelha. O simulador de tiro do MSS 1.2 AC consiste de um conjunto de equipamentos eletromecânicos computadorizados que possibilitam o treinamento de atiradores tanto em sala de aula como em campo. Sua principal característica é proporcionar ao atirador as mesmas condições reais de rastreamento de alvo e lançamento do míssil. Efeitos como o ruído de lançamento, fumaça do primeiro estágio do motor e choque mecânico são simulados, proporcionando ao aluno a sensação de emprego real do armamento em condições operacionais.
.tecnodefesa..SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional