segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Escaldante como Sol: quais são as capacidades do lança-foguetes russo Solntsepiok?

Entusiasmados pela eficiência do sistema de lançamentos múltiplos Solntsepiok na Síria, os desenhadores russos anunciaram seus planos de substituir para o TOS-1A com um sistema pesado de lança-chamas de nova geração, o Tosochka.
A máquina cujo nome é traduzido como "Sol Escaldante" combina as propriedades dos sistemas de lança-foguetes múltiplos, máquinas lança-chamas e tanques incendiários e de ataque.
O lançador Solntsepiok tem poucos análogos no mundo e já provou sua eficiência em combates reais.
O Tosochka, tal como o TOS-1A, já foi incluído no programa estatal de armamento da Rússia para os anos 2018-2025. Este veículo também terá uma carroçaria com rodas, que o torna ideal para ser usado no deserto, podendo interessar a potenciais compradores no Oriente Médio.
O sistema de lança-foguetes deve ser exibido durante o fórum internacional técnico-militar EXÉRCITO 2017, mais precisamente nos fins de agosto.
O TOS-1A é a versão modernizada do TOS-1 Buratino, que entrou em serviço em 1980. O último modelo do sistema de lança-foguetes possui uma instalação de lançamento modernizada e de controle de direção de foguete automático. Além disso, consegue lançar projéteis não guiados (NURS, na sigla em russo) mais potentes.
A ogiva do foguete NURS é termobárica, ou seja, utiliza oxigênio do ar circundante para gerar explosão de alta temperatura. Na prática, a onda de explosão, tipicamente produzida por ela, dura muito mais do que a produzida por um explosivo condensado convencional. A bomba de ar e combustível é um dos tipos mais conhecidos de armas termobáricas.Os sistemas TOS foram utilizados com sucesso em operações no Afeganistão entre 1988 e 1989 e estão sendo usados na Síria, onde foram vistos pela primeira vez no outono – do hemisfério Norte – de 2015. Eles participaram da primeira libertação de Palmira, na primavera – do Hemisfério Norte – de 2016. Devido ao seu poder destrutivo, eles podem ser usados apenas longe de localidades históricas e áreas residenciais.
TOS-1A foi desenvolvido com base no modelo do tanque T-72A. A máquina pesa 44,3 toneladas e possui raio de alcance de seis quilômetros. O sistema conta com uma metralhadora RPKS de calibre 5,45 mm e comporta três pessoas.

Arquivo do blog segurança nacional