quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

B-52 testa míssil de cruzeiro AGM-86B com capacidade nuclear

A Força Aérea dos EUA testou em dezembro de 2016 três mísseis de cruzeiro aéreos (ACLM) AGM-86B desarmados, a partir de bombardeiro B-52H.
O B-52H partiu da AFB Minot, Dakota do Norte, para o Utah Test and Training Range, a cerca de 80 milhas a oeste de Salt Lake City, e lançou os ALCMs desarmados durante três missões separadas.
O AGM-86B é projetado para entregar uma carga útil nuclear no alvo, destruindo-o no impacto. Como arma “stand-off”, o ALCM pode ser lançado de fora da área de combate, permitindo que as tripulações atinjam alvos distantes com um alto grau de precisão sem se exporem ao fogo inimigo potencialmente mortal.
Um B-52H pode transportar 12 ALCMs divididos em dois cabides montados externamente e 8 mísseis internamente em um lançador rotativo, dando ao B-52H uma capacidade máxima de 20 mísseis.
O programa de sustentação do ALCM é administrado pelo Centro de Armas Nucleares da Força Aérea, e os testes foram realizados no âmbito do Nuclear Weapon System Evaluation Program do Air Force Global Strike Command, parte do esforço contínuo da USAF para testar sistemas de armas em missões de treinamento.
A equipe de testes integrada também incluiu pessoal, ativos e aeronaves da 5th Bomb Wing da AFGSC em Minot AFB, da 2nd Bomb Wing na Barksdale AFB, Louisiana e da 53rd Wing do Comando de Combate Aéreo em Eglin AFB, Flórida.
Para substituir o ALCM, está sendo desenvolvida a arma Long Range Stand Off (LRSO), que a Força Aérea espera incorporar em 2030.

Atualmente, na seleção de fornecedores, até dois contratos da LRSO devem ser concedidos no quarto trimestre do ano fiscal de 2017.

Arquivo do blog segurança nacional