sexta-feira, 29 de julho de 2016

China construirá 'Internet orbital' usando rede quântica

A República Popular da China anunciou planos de criar uma rede de comunicações seguras que irá transmitir e receber dados através do espaço.

Pequim está se preparando para lançar o primeiro "satélite quântico", que permitirá testar várias tecnologias de comunicação experimentais ainda sem nome, de acordo com The Sun.
Se o primeiro satélite for um sucesso, ele irá ser a base de uma rede de comunicação avançada e segura, baseada em transmissões quânticas.
A ideia por trás da tecnologia é enviar prótons, um elemento constituinte do átomo, a longas distâncias. Dispostos em configurações específicas, os prótons podem ser usados para enviar mensagens criptografadas que serão praticamente impossíveis de descodificar porque qualquer interferência deixaria um rastro óbvio no fluxo de prótons.
De acordo com Chaoyang Lu, físico da Universidade de Ciência e Tecnologia da China, a tecnologia vai exigir um mínimo de 20 satélites em órbita geoestacionária, e poderá criar uma rede segura de comunicações criptografadas.
Especialistas em China sugerem que o lançamento agendado do primeiro satélite de transmissão quântica irá desencadear uma nova corrida espacial entre a China, a Rússia, a Europa e os Estados Unidos, que entrarão em competição para dominar a tecnologia.
A nação ou empresa que consiga desenvolver a tecnologia em primeiro lugar beneficiará tanto na esfera militar como na comercial, uma vez que a confidencialidade se torna cada vez mais importante para a estabilidade global.

Arquivo do blog segurança nacional