terça-feira, 5 de novembro de 2013

BRASIL E CHINA ANALISAM AMPLIAR COOPERAÇÃO ESPACIAL

 A Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), que se reúne na quarta-feira (6), em Cantão, província de Guangdong, na China, deve ampliar a parceria entre Brasil e China na área espacial. Os países assinam um plano decenal, válido de 2013 a 2021, pelo qual se comprometem a construir satélites meteorológicos – categoria não inclusa no programa Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers, na sigla em inglês).
Chefe da delegação brasileira, o vice-presidente Michel Temer discute temas econômicos, comerciais e financeiros dos dois países com o vice-primeiro-ministro chinês, Wang Yang, que lidera a comitiva asiática. O encontro é o terceiro da Cosban, após edições em Pequim, em 2005, e Brasília, em 2012.
Os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade, e da Secretaria de Aviação Civil da Presidência, Wellington Moreira Franco, integram a delegação e representam suas áreas no encontro, assim como os secretários executivos dos ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ricardo Schaefer, e de Minas e Energia (MME), Márcio Zimmermann.
Mecanismo de mais alto nível de diálogo regular entre os dois países, a Cosban se divide em 11 subcomissões, responsáveis pela agenda bilateral nos campos político; econômico-comercial; econômico-financeiro; de inspeção e quarentena; de agricultura; de energia e mineração; de ciência, tecnologia e inovação; espacial; de indústria e tecnologia da informação; cultural; e educacional.
Prioridades
Segundo o chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais do MCTI, Franklin Silva Netto, a reunião da Cosban deve tratar, além do tema espacial, do Centro Brasil-China de Pesquisa e Inovação em Nanotecnologia, inaugurado em agosto de 2012, da criação de entidade binacional semelhante em biotecnologia e da adesão brasileira à Rede Internacional do Bambu e do Ratã (Inbar), em fase de tramitação no Ministério das Relações Exteriores (MRE).
A subcomissão de ciência, tecnologia e inovação se reuniu a semanas passada no Itamaraty, e discutiu aspectos da cooperação bilateral em biotecnologia, nanotecnologia e parques tecnológicos. Brasileiros e chineses preparam um relatório a ser entregue no encontro da Cosban.
Já a subcomissão espacial tem reunião marcada para hoje (4), em Pequim, a fim de aprovar detalhes finais do plano decenal a ser assinado dois dias depois, em Cantão. O presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI), José Raimundo Braga Coelho, participa dos encontros nas duas cidades.
Raupp e Coelho devem viajar novamente à China neste ano. Eles acompanham o lançamento do satélite Cbers-3, previsto para as 11h do dia 10 de dezembro, no horário de Pequim (0h, em Brasília).
Amanhã (5) a comitiva nacional participa do Fórum para a Cooperação Econômica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, em Macau, com representantes de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Timor Leste e Portugal. Na quinta-feira (7) o grupo visita o presidente Xi Jinping.
Fonte: Ascom do MCTI,,SEGURANÇA NACIONAL BLOG,,SNB

Arquivo do blog segurança nacional