sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Índia ativa submarino nuclear de projeto doméstico

O governo da Índia  informou que foi ativado na semana passada o reator atômico do submarino INS Arihant, o primeiro de propulsão nuclear projetado naquele país. O acontecimento marca um importante êxito, haja vista que apesar de possuir na frota de sua Marinha um submergível dessa Classe desde 2012, ele foi fabricado em um país estrangeiro, na Rússia, e comissionado sob regime de arrendamento . Trata-se do INS Chakra, um modelo Nerpa e alugado por dez anos.O primeiro ministro da Índia, Manmohan Singh, assegurou neste sábado (10) que a ativação do reator atômico do INS Arihant é um grande passo na evolução  da capacidade tecnológica do país e felicitou os cientistas e as autoridades da defesa pela conquista.
Arihant, cujo reator atômico de água leve (LWR) fornece uma potência máxima de 83 megawatts, é o primeiro submarino com capacidade de portar míisseis balísticos construído fora do grupo formado por Estados Unidos, França, Rússia, Reino Unido e China.
Antes de ser colocado em serviço oficialmente, o Arihant , de seis mil toneladas deverá passar pelo menos 18 meses sendo submetido a provas em alto mar. Segundo o jornal indiano “The Times of India”, esse programa de provas inclui lançamento de misseis K-15 capazes de alcançar distâncias de até 750 km.A incorporação do navio nos meios de combate da Índia  completará  a tríade nuclear, ou seja, o país passará a contar com armas nucleares lançadas a partir de terra, mar e ar .O Exército Indiano conta com misseis balísticos Agni instalados sobre caminhões e plataformas ferroviárias. A Força Aérea  dispõe de aviões de combate Sukhoi Su-30MKI , Mirage 2000 e o desenvolvido localmente HAL Tejas, que podem transportar ogivas nucleares.
SNB

Arquivo do blog segurança nacional