quinta-feira, 11 de julho de 2013

Perguntas para Snowden

COLUNISTA, WALTER, PINCUS, THE WASHINGTON POST, É COLUNISTA, WALTER, PINCUS, THE WASHINGTON POST - O Estado de S.Paulo
Edward Snowden decidiu sozinho procurar jornalistas e em seguida um emprego na unidade do Havaí da Booz Allen Hamilton como administrador de sistemas de tecnologia da informação (TI) para juntar documentos sigilosos sobre as atividades mundiais de vigilância da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês)? Snowden disse ao South China Post, em junho, que pegou o emprego no fim de março porque "garantia acesso a listas das máquinas espalhadas pelo mundo que a NSA invadia".
Ele trabalhou menos de três meses na Booz Allen, mas quando chegou a Hong Kong, em meados de maio, Snowden tinha quatro computadores com documentos da NSA.
Teria sido encorajado ou dirigido por gente do WikiLeaks a assumir o emprego como parte de um plano mais amplo para expor operações da NSA a jornalistas selecionados? No caso do soldado americano Bradley Manning, julgado por revelar milhares de documentos sigilosos ao WikiLeaks, foi Julian Assange e sua organização que orientaram a coleta de documentos, segundo promotores americanos.
Como Snowden escolheu seus receptores? Em janeiro, Snowden contatou a diretora de documentários Laura Poitras usando e-mails codificados. Sem dar seu nome, afirmou que tinha informações sobre a comunidade de inteligência. Poitras disse no mês passado que, em fevereiro, Snowden havia feito um primeiro contato similar com Glenn Greenwald, do jornal The Guardian. Greenwald escreveu em 10 de junho: "Laura Poitras e eu estivemos trabalhando com ele (Snowden) desde fevereiro". Barton Gellman, um colaborador regular do Washington Post, escreveu no mês passado que ele também foi contatado pela primeira vez em fevereiro, inicialmente por Poitras e depois, indiretamente, por Snowden.
Como Snowden decidiu sobre esses três indivíduos antes de ir trabalhar na Booz Allen e antes de ter todos os documentos que queria divulgar? Poitras e Greenwald são conhecidos ativistas pela liberdade de expressão, com conexões anteriores, incluindo papéis como fundadores da organização Freedom of Press Foundation. Um dos objetivos dessa organização é apoiar grupos que se envolvem com o jornalismo transparente e apoiar denunciantes de malfeitorias públicas, como o WikiLeaks.
Poitras havia sugerido que Snowden contatasse Gellman, que participara com ela em um programa de bolsas do Centro para Legislação e Segurança da Universidade de Nova York. Greenwald aparece como o autor da matéria inicial do Guardian em 5 de junho e Gellman e Poitras, como autores da matéria no Washington Post em 6 de junho.
Assange e o WikiLeaks ajudaram a encaminhar Snowden a esses jornalistas? Poitras e Greenwald mantiveram relações estreitas com Assange e o WikiLeaks. Desde o ano passado, Poitras trabalha em um filme sobre os EUA pós-11 de Setembro, com foco na NSA, no qual Assange e o WikiLeaks participam. Assange confirmou isso em entrevista em 29 de maio.
Nessa entrevista, Assange tocava em pontos abordados por Greenwald na reportagem com base em documentos de Snowden que saiu uma semana depois. Assange descreveu como a NSA estivera coletando "todos os registros de ligações dos EUA, cada registro de cada ligação de todos ao longo dos anos". "Esses registros de chamadas já entraram no complexo de segurança nacional."
Ele sabia antes da matéria do Guardian descrevendo a ordem judicial americana que permitiu a coleta pela NSA dos registros de chamadas telefônicas de milhões de clientes da Verizon americana? As revelações de Snowden refletem ainda outra técnica da WikiLeaks: dirigir materiais para se adequar a públicos específicos em momentos específicos. / TRADUÇÃO DE CELSO PACIORNIK
SNB

Arquivo do blog segurança nacional