terça-feira, 26 de março de 2013

Rússia mostra material bélico na Malásia

Oleg Nekhai..

Mais de vinte importantes companhias do setor militar-industrial da Rússia exibem os últimos modelos de material bélico na Exposição Marítima e Aeroespacial LIMA-2013 (Langkawi International Maritime & Aerospace Exhibition), que decorre entre 26 e 30 de março na ilha de Langkawi, na Malásia.

Empresas russas apresentam na feira um amplo leque de equipamentos aéreos militares, meios de defesa antiaérea, navios de guerra e lanchas. Este acontecimento tem enorme importância para a Rosoboronexport e todo o sistema de cooperação técnico-militar, uma vez que a Rússia participa desta exposição desde 1991, apontou em entrevista à Voz da Rússia o porta-voz da Rosoboronexport, Vyatcheslav Davydenko:
“Inicialmente, foi a Rússia que desempenhou um papel importante na popularização da mostra LIMA, que se transformou na maior e na mais prestigiosa exposição de equipamentos militares na Região Asiático-Pacífica e no mais importante palco de discussão de perspetivas na área militar-técnica. Este ano apresentamos aos participantes e visitantes da feira o caça versátil Su-35 com altas capacidades de manobra, o avião de treino e de combate Yak-130, o helicóptero de combate Mi-28NE, o helicóptero de reconhecimento e de assalto Ka-52, o helicóptero pesado de transporte Mi-26. Exibimos equipamentos marítimos através de um sistema de exposição interativo, inclusive a fragata Guepard e as lanchas de patrulhamento Mirazh e Sobol. A Rosoboronexport apresenta também aos parceiros estrangeiros os meios de defesa antiaérea de última geração Buk M2M e Pantsyr S1. A posição da Rússia neste setor do mercado mundial de armamentos é tradicionalmente muito forte”.
As relações entre a Rússia e Malásia na esfera da cooperação técnico-militar já se desenvolvem há muitos anos. Ainda em 1994, a Malásia comprou 18 aviões russos MiG-29, o que impulsionou as exportações russas de armamentos. Diferentemente da China, Índia e Argélia, a Malásia nunca foi um parceiro tradicional da Rússia, orientando-se durante muito tempo para armamentos ocidentais. Contudo, nos anos de 2000, foi assinado um contrato de fornecimento de 18 aviões Su-30. O mercado de países da Região Asiático-Pacífica, inclusive da Malásia, é muito importante para a Rússia no plano da cooperação técnico-militar, destaca o diretor do Centro de Conjuntura Estratégica, Ivan Konovalov:
“Estabelecemos relações com vários países aos quais fornecemos de forma regular sistemas de armamentos. São eles o Vietnã, Índia, Malásia e Indonésia. Portanto, esta exposição é uma das mais importantes, em que discutimos habitualmente os sistemas de aviação. No sudeste asiático, os aviões de combate russos, sobretudo o Su-30, são muito populares. Vendemos aqui muitas destas máquinas. Navios da Marinha da Rússia também participarão da exibição”.
O grande navio antisubmarino Marshal Shaposhnikov atracou no porto de Langkawi, para demostrar a bandeira russa no decorrer da exposição. Os participantes e visitantes da LIMA-2013 poderão apreciar também a apresentação do grupo de acrobacia aérea Russkie Vityazi (Guerreiros Russos).
VOZ DA RUSSIA....SNB

Arquivo do blog segurança nacional