segunda-feira, 11 de março de 2013

ARGENTINA "A INGLATERRA INVADIU AS ILHAS MALVINAS, DESALOJANDO E ARGENTINA MASSACRANDO A POPULAÇÃO"


O analista internacional Marcelo Gullo, questionou a legitimidade do referendo sobre as Ilhas Malvinas, dizendo que o Reino Unido preso ilegalmente as ilhas massacrando a população local e trazendo seus próprios cidadãos para o arquipélago.
"O referendo não é legítimo, e não há uma história deste tipo, onde as Nações Unidas foi expresso ao dizer que este tipo de referendo é inválido, ou não tem compromisso legal", disse o especialista, referindo-se ao caso de Gibraltar.

"Porque há uma população nativa que vota decidir o seu destino, mas é uma população transplantado de uma metrópole da Inglaterra para as ilhas", argumentou.
"A Inglaterra invade Malvinas, a população da Argentina, expulsos pela força, as matanças, então lida com sua população de Inglaterra trouxe para as ilhas, e depois de um tempo o ocupante pretendia, que expulsou população da Argentina pela força, dizer que é dono das ilhas, e é uma incongruência absoluta ", superou o analista.
Por sua vez, o analista internacional, Stella Calloni, considerado o referendo sobre as Malvinas "desrespeitosas para a política", "uma piada" pelo Governo britânico, que tem organizado "por não entregar as ilhas, como corresponde ao processo global de descolonização ". "É como se eu fosse um referendo em um bairro de Londres, para perguntar se querem ou não ser britânico", compara o especialista.
Este domingo é iniciado dois dias referendo sobre o estatuto político das Ilhas Malvinas, um território disputado em 12.000 quilômetros de Londres e 500 milhas ao largo da costa da Argentina. Espera-se para votar cerca de 1.600 dos 3.000 habitantes da ilha. Os eleitores devem responder "sim" ou "não" à pergunta: "Você quer que as ilhas conservar o seu estatuto político atual como um território ultramarino do Reino Unido?".
Há uma população nativa que vota decidir o seu destino, mas uma população transplantado de uma metrópole da Inglaterra para as ilhas "
Anteriormente, o Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Perez Esquivel, disse: "Este referendo não tem legitimidade alguma" e que-disse-um em cada três habitantes das Malvinas é militar britânico e consulta apenas cerca de 1.500 moradores vão votar e ter cidadania britânica.actualidad.rt.com,,,SNB

Arquivo do blog segurança nacional