domingo, 3 de fevereiro de 2013

Israel confirma implicitamente bombardeio na Síria

O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, confirmou implicitamente neste domingo em Munique, na Alemanha, o ataque de quarta-feira de caças de Israel contra instalações militares próximas a Damasco, na Síria. O governo israelense havia evitado até o momento comentar as informações sobre um ataque executado por aviões da força aérea de Israel na quarta-feira contra instalações militares próximas da capital síria."Isto que aconteceu há alguns dias (...) mostra que quando afirmamos uma coisa, nós a mantemos. Afirmamos que não acreditamos que se deva permitir que sistemas aperfeiçoados de armas sejam transferidos ao Líbano", disse Barak durante a Conferência de Segurança que acontece em Munique. O ataque havia inicialmente noticiado pelo governo sírio, gerando fortes críticas de Rússia, Hebollah e Irã, seus aliados políticos, segundo os quais a ação israelense infringiu as leis internacionais. Lideranças ocidentais não deram informações adicionais sobre o caso
"Não consigo compreender como o Irã pode apoiar o regime de Bashar al-Assad", disse Barak. "O Hezbollah apoia Assad. Penso que sofrerão reveses e que pagarão o preço", completou o vice-primeiro-ministro israelense, que deixará o cargo em breve. O problema do programa nuclear iraniano "é um desafio para todo o mundo", disse, antes de destacar que "nenhuma opção deve ser descartada".
AFP ...SNB

Arquivo do blog segurança nacional