segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

BRT, VLT, ESTAÇÕES DE METRÔ: FORTALEZA SE PREPARA PARA 2014


Em Fortaleza, cinco avenidas na rota de acesso ao Castelão fazem parte do pacote de intervenções viárias pensadas para o Mundial. O investimento total será de R$ 562 milhões, de acordo com informações da Matriz de Responsabilidade, atualizada em novembro de 2011. Desse valor, R$ 409 milhões serão com financiamento federal. O restante virá de contrapartidas estaduais e municipais.
As obras incluem a ampliação do metrô, corredores exclusivos para ônibus articulados (BRT) e a implantação de uma linha de Veículo Leve sobre Trilhos. O prazo de conclusão para todo o pacote de obras é em agosto de 2013.
VLT
Na Via Expressa, de sete quilômetros, o governo estadual é responsável pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).  O trecho Parangaba-Mucuripe fará a ligação entre o setor hoteleiro da orla marítima e o centro, a partir de sua integração com a linha sul do metrô. Serão 11,3 km em superfície e 1,4 km em elevado. O trecho passará por 22 bairros da cidade e beneficiará 90 mil passageiros por dia.
O empreendimento movimenta a indústria local. A fábrica que vendeu os seis veículos, ao custo total de R$ 57 milhões, fica em Barbalha, região do Cariri. Em 2003, a empresa Bom Sinal, que antes produzia apenas cadeiras de estádios de futebol começou a reformar vagões de trens que estavam desativados para o transporte de passageiros. Com o know how adquirido, passou para a produção dos VLTs.
A previsão é que os VLTs comecem a circular no fim de 2013. Com capacidade de transportar até 766 passageiros, sendo 208 sentados, o veículo tem quatro vagões sem separação e velocidade operacional de 60 Km/h (em testes pode chegar a 90 Km/h).
“Hoje o trânsito da cidade está saturado, o tráfego é como em grandes metrópoles, por isso é importante investir em mobilidade urbana”, destaca o assessor da presidência da Metrofor, Fernando Mota.Nas obras do VLT, cerca de 2.700 famílias serão desapropriadas.  Já foram cadastradas 1.912 famílias. Cerca de 800 ainda serão cadastradas. Essas famílias estão, basicamente, concentradas em duas comunidades: Aldacir Barbosa e Trilho.
Os critérios para realocações e indenizações estão definidos pela Lei 15.056, publicada no Diário Oficial do estado no dia 12 de dezembro.
Pela lei, os proprietários dos imóveis residenciais ou mistos avaliados em até R$ 40 mil e que morem no local, além da indenização correspondente, receberão uma unidade residencial dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), da Caixa Econômica Federal, com prestações custeadas pelo estado. O local escolhido pela Seinfra será o condomínio Cidade Jardim.
Já os proprietários de imóveis avaliados acima de R$ 40 mil receberão o valor correspondente à desapropriação em dinheiro. A unidade dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), por sua vez, será entregue mediante o custeio das prestações. As avaliações são realizadas levando em consideração o terreno e as benfeitorias, como edificações dentro da área.O metrô da linha sul ganhou duas novas estações. Com elas, a linha que liga Pacatuba, na região metropolitana, ao centro de Fortaleza, terá 20 estações e 24 km de extensão em via dupla, sendo 18 km de superfície, 3,8 km subterrâneo e 2,2 km em elevado. A estimativa é de que 350 mil passageiros sejam transportados por dia...BRT
A Avenida Alberto Craveiro, acesso principal ao Castelão e que será chamada Avenida da Copa, será restaurada e alargada de acordo com padrões da FIFA. Serão quatro faixas por sentido nos três quilômetros de extensão. O trecho vai contar com a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) e a construção de túnel no cruzamento com as avenidas Dedé Brasil e Paulino Rocha.
A Avenida Dedé Brasil, que tem seis quilômetros, terá a construção de viadutos nos cruzamentos com as avenidas Osório de Paiva e Germano Frank, ganhará um túnel no cruzamento com o metrô da linha sul e recebeá uma linha de BRT.
O terceiro ramal do BRT terá como foco a Avenida Paulino Rocha. O trecho passará pelo principal canal de acesso regional da cidade (rodovia BR-116) ao Castelão. Os serviços serão compostos de drenagem, terraplenagem, pavimentação, urbanização, paisagismo e sinalização viária
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional