quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Nasa considera colocar telescópios 'aposentados' em novas missões


Reuters
A Agência Espacial dos Estados Unidos (Nasa) procura ideias sobre o que fazer com dois telescópios espaciais desativados que faziam parte de um antigo programa de espionagem. O órgão perguntou à comunidade científica na última terça-feira, 27, sobre quais missões estariam em curso para que os dispositivos sejam colocados em ação mais uma vez.
Telescópios espaciais foram doados por órgão da inteligência dos Estados Unidos - Carlos Barria/Reuters
Carlos Barria/Reuters
Telescópios espaciais foram doados por órgão da inteligência dos Estados Unidos
Os telescópios foram doados à Nasa pelo Escritório Nacional de Reconhecimento (NRO, na sigla em inglês). "Eles estão totalmente abertos, permitindo que nós os estudemos se quisermos", disse Paul Hertz, supervisor dos programas astrofísicos da agência.
No topo da lista de propostas está usar um telescópio para estudos sobre a "energia escura", força antigravitacional que, acredita-se, pode ser a responsável por aumentar a taxa de expansão do universo. O fenômeno foi descoberto nos anos 1990 por duas equipes de pesquisadores que acabaram por vencer o prêmio Nobel da Física em 2011.
A Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos escolheu essa missão como sua prioridade no campo da astrofísica para a próxima década. A Nasa estima que o programa vai custar entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões, mas não pode iniciar um novo projeto até que acabe de financiar o telescópio espacial James Webb, que vai substituir o Hubble em 2018.
Os telescópios da NRO, que foram desenvolvidos para investigar a atividade terrestre, tem um espelho ótico bem maior que o proposto para os estudos de energia escura. Um dispositivo maior pode proporcionar observações mais detalhadas, mas também leva mais custos financeiros. "Há uma série de maneiras de sermos beneficiados por um telescópio maior, mesmo que não sobre dinheiro", disse Hertz.
Outra opção é alinhar esses estudos com a iniciativa que busca planetas do tamanho da Terra além do Sistema Solar, de acordo com David Spergel, pesquisador da Universidade de Princeton, que organizou um encontro de cientistas em setembro para discutir as propostas para os telescópios desativados. Uma terceira ideia é usar um dos telescópios para pesquisar os efeitos do campo magnético do Sol sobre nosso planeta.
Como o Hubble, os telescópios do NRO são capazes de produzir imagens de resolução altíssima. Embora desativados para fins de espionagem, a Nasa está proibida de usá-los para registrar imagens que tornem o planeta visível. As respostas sobre as missões devem ser dadas em janeiro
Segurança Nacional Blog

Arquivo do blog segurança nacional