domingo, 14 de outubro de 2012

Tecnologias da informação russas no Brasil


No Rio de Janeiro terminaram os Dias das TecnologiasRussas de Informação. Um total de dez companhias russas ofereceu aos parceiros brasileiros suas propostas e desenvolvimentos.

Esta foi a primeira missão de negócios em semelhante formato. Os participantes demonstraram seus desenvolvimentos nas exposiçõesBrasscom, em São Paulo, e Futurecom, no Rio de Janeiro. A estadia de companhias russas no Brasil resultou na assinatura de vários contratos e na consecução de entendimentos de princípios sobre a colaboração. Em particular, a companhia Web-Saver, cuja especialidade é o desenvolvimento de programas para o setor bancário, já firmou contrato com a firma-dealer Gênesis Internet. O valor da transação é 10-12 milhões de dólares.
A Rússia já tem alguma experiência no mercado tecnológico do Brasil. Dmitri Burikh, representante comercial da Rússia no Brasil, apontou a este propósito o trabalho ativo do Kaspersky Lab e os programas antivírus que ele oferece. A empresa ABBYY, que oferece dicionários eletrônicos e software para identificação de documentos, também tem tido êxito. Revelou, em particular, que o volume de vendas da ABBYYno Brasil vem crescendo graças ao seu produto Fine Reader. Mais do que isso: os órgãos judiciários e fiscais e o Ministério das Finanças do Brasil estão interessados na cooperação com esta companhia.
Em que grau o Brasil tem necessidade dos desenvolvimentos russos nas esferas de tecnologias da informação e de programas de rotinas? Fala Serguei Sukhov, representante da companhia ABBYY.
"Quanto a minhas impressões, posso dizer que no Brasil existe uma grande lacuna na esfera de segurança informativa. Tudo se desenvolve, a economia cresce rapidamente, mas, na minha opinião, a proteção de infra-estruturas críticas e do setor bancário é insuficiente. Em vista disso, os desenvolvimentos da nossa empresa podem prevenir aquilo que por enquanto não se deu. De um modo geral, a companhia ABBYY permite avaliar a segurança de tudo que está relacionado com a Internet: desde um telefone celular até uma usina nuclear."
É igualmente importante que os participantes russos tenham tido a oportunidade de tomar conhecimento no decurso de uma conferência especial dos métodos de promoção da iniciativa privada no Brasil à luz da respectiva legislação tributária e laboral. Foi ressaltado, em particular, que as companhias russas devem seguir certas regras-chaves. Por exemplo, o modo mais simples de entrar no mercado brasileiro é atuar por intermédio de uma companhia brasileira. A já mencionada companhia ABBYY funciona precisamente na base deste esquema.
As companhias russas ASCONSforTecnologias de Navegação Russas também apresentaram seus produtos. A firma Prognoz (Prognóstico) apresentou sistemas de monitoração, análise e prognosticação de processos nas esferas de economia, finanças e produção. Os brasileiros revelaram também interesse em relação aos produtos da companhia Group IB, especializada na investigação de cibercrimes. O instituto Geosystem apresentou materiais que mostram a experiência do seu trabalho no Brasil: a pedido da companhia estatal Petrobras foi feito o prognóstico das perspectivas da bacia do rio Paranaíba quanto à existência de jazidas de petróleo e gás.
segurança nacional blog

Arquivo do blog segurança nacional