terça-feira, 11 de setembro de 2012

China envia embarcações a ilhas disputadas com Japão


AE - Agência Estado
A disputa territorial entre China e Japão intensificou-se nesta terça-feira depois que Pequim enviou dois barcos de patrulha para as proximidades de um grupo de ilhas no Mar do Leste da China.
O envio das embarcações foi uma demonstração do descontentamento chinês com o fato de Tóquio ter comprado as ilhotas de seus proprietários privados.
A tensão bilateral tem aumentado nos últimos meses, em parte pelo fato de o governador nacionalista de Tóquio ter proposto a compra das ilhas, chamadas de Diaoyu pelos chineses e de Senkaku pelos japoneses, e levado o assunto adiante.
A medida tomada por Pequim tem como objetivo "salvaguardar a soberania chinesa sobre as ilhas", segundo a agência estatal de notícias Xinhua.
O governo central japonês anunciou nesta semana um acordo para a compra das ilhas. O chefe de gabinete japonês, Osamu Fujimura, disse a jornalistas que o governo havia separado quantia equivalente a US$ 26 milhões para comprar as ilhas e "manter das Senkakus pacíficas e estáveis".
Também nesta terça-feira, o governo de Taiwan informou ter chamado seu enviado no Japão em protesto contra a compra. "Nós condenamos severamente a nacionalização, pelo Japão, das ilhas Diaoyu, o que é uma ação ilegal que viola a soberania nacional" de Taiwan, disse o ministro de Relações Exteriores, Timothy Yang, em comunicado.
"Exigimos que o governo japonês revogue esta medida. A ação unilateral e ilegal do Japão não pode mudar o fato de que a República da China (o nome oficial de Taiwan) é proprietária da ilhas Diaoyu."
O enviado de Taiwan no Japão, Shen Ssu-tsun, foi instruído a apresentar um protesto em Tóquio, diz o comunicado, acrescentando que ele foi chamado de volta para relatar o incidente do Ministério de Relações Exteriores.
A estatal Agência Central de Notícias informou que Shen deve voltar a Taipé na quarta-feira. As declarações de Yang foram feitas depois de o governo japonês anunciar que concluiu a compra das ilhas.
As ilhotas rochosas têm sido o centro de uma disputa territorial entre Japão e China há tempos. Elas ficam a cerca de 160 quilômetros de Okinawa e a cerca de 200 quilômetros de Taiwan, numa importante rota de navegação e, acredita-se, estão localizadas perto de grandes campos de gás. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.
SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional