Wikipedia

Resultados da pesquisa

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Dados sobre submarinos britânicos 'parecem uma campanha para obter mais verbas'

Há rumores de que a frota submarina da Marinha Real Britânica está enfrentando tempos difíceis, com todos os sete modelos fora de operação.

Em entrevista ao serviço russo da rádio Sputnik, Konstantin Sivkov, especialista russo em questões militares, opinou que estas informações são exageradas e mais parecem uma campanha para os militares obterem verbas adicionais.
Segundo uma fonte anônima da Marinha britânica, os submarinos HMS Triumph, Torbay, Artful, Talent, Trenchant e Ambush estão passando por obras de reparo, enquanto o HMS Astute está sendo testado.
Sivkov assinalou que "os dados sobre os submarinos britânicos surgiram logo depois de a Marinha dos EUA ter informado que cerca de 60 por cento de seus aviões não estão aptos para combate".
Tal campanha, na opinião do especialista, "visa convencer os americanos e britânicos de que eles têm frotas subdesenvolvidas que precisam ser rapidamente reconstruídas, o que vai requerer mais gastos em defesa".Neste mês de fevereiro a Marinha dos EUA revelou que mais de metade dos aviões do arsenal da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais estão inoperacionais.
No entanto, Sivkov acha que "a situação não é tão desastrosa como se descreve" e que esse cenário "parece mais uma campanha coordenada da mídia que tem por objetivo alocar mais fundos".
A BAE Systems, empresa multinacional que atua na área de defesa e segurança, pretende construir sete submarinos da classe Astute, cada um custando 1,7 bilhões de dólares. Por seu turno, o antigo submarino Trafalgar, em operação desde 1983, será descomissionado até 2022.

Arquivo do blog segurança nacional