segunda-feira, 20 de maio de 2013

Irã enforca acusados de espionar para EUA e Israel


DUBAI - O Estado de S.Paulo
O governo do Irã anunciou ontem a execução por enforcamento de dois homens presos por espionagem. De acordo com uma rádio estatal iraniana, os condenados foram condenados por terem sido pegos trabalhando para o Mossad, serviço de inteligência israelense, e para a CIA americana.
Os dois condenados iranianos, Mohammad Heidari, acusado de trabalhar para os israelenses, e Kourosh Ahmadi, que teria passado informações para os americanos, foram enforcados na madrugada de ontem.
Heidari teria vendido a agentes do Mossad segredos "sobre segurança". Ahmadi foi acusado de manter reuniões para informar os americanos sobre o regime dos aiatolás. Ambos foram condenados como "mohareb" ("inimigos de Deus").
O Irã acusa os governos de Israel e dos Estados Unidos de usarem redes de espionagem para planejar atos contra seu programa nuclear.
Em janeiro do ano passado, uma explosão matou Mostafa Ahmadi Roshan, um dos diretores da Usina de Natanz. O local é um dos utilizados pelo regime de Teerã para enriquecimento de urânio.
Outros dois cientistas ligados ao programa nuclear iraniano já tinham sido mortos nos dois anos anteriores. Tanto americanos quanto israelenses negam qualquer participação nas mortes. / REUTERS
SNB

Arquivo do blog segurança nacional