terça-feira, 5 de março de 2013

EUA continuarão a financiar sistema antimísseis de Israel, diz Hagel

 France Presse...O chefe do Pentágono Chuck Hagel, acusado pelos republicanos de não apoiar Israel, assegurou nesta terça-feira (5) que Washington continuará a financiar os sistemas antimísseis israelenses, apesar das dificuldades orçamentárias, informou o departamento de Defensa americano.
O ministro israelenses da Defesa, Ehud Barak, foi o primeiro ministro estrangeiro a se reunir com Hagel, criticado pela oposição americana por antigas declarações sobre a influência do "lobby judeu" no Washington.
Ehud Barak, que deve deixar suas funções nos próximos dias, está em Washington para participar esta semana da conferência anual da AIPAC, o poderoso grupo pró-israelense.
Secretário de Defesa americano Chuck Hagel e ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, caminham juntos para o Pentágono (Foto: AP Photo / Carolyn Kaster)Secretário de Defesa americano Chuck Hagel e ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, caminham juntos para o Pentágono (Foto: AP Photo / Carolyn Kaster)
Soldado veterano que combateu da guerra do Vietnã, Chuck Hagel bateu continência para Barak, ex-chefe do Estado-Maior israelense, antes de se abraçarem.
O ex-senador republicano pelo estado de Nebrasca foi confirmado ao cargo de ministro da Defesa na semana passada após difíceis debates com os republicanos, que o acusaram de ser hostil em relação a Israel e ingenuidade vis-à-vis o programa nuclear iraniano.Durante a reunião com Barak, que durou cerca de duas horas, o chefe do Pentágono reiterou "o firme compromisso" de seu país "com a segurança de Israel", ressaltou em um comunicado seu porta-voz, George Little.
Este compromisso se traduz "pela conservação da vantagem militar qualitativa e a continuação do apoio americano aos sistemas de defensa antimísseis, apesar das restrições orçamentárias", acrescentou.
De acordo com um membro da Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel indicou que "trabalhará com os legisladores para assegurar que não haverá interrupção do financiamento" dos sistemas israelenses de defesa Iron Dome, Arrow e Fronda de David, em parte financiados por Washington.
O orçamento militar americano debe sofrer um corte automáticos de US$ 46 bilhões até o final de setembro.
A respeito do programa nuclear iraniano, Chuck Hagel reafirmou que os "Estados Unidos continuam a acreditar que ainda há tempo para uma solução diplomática", mas a janela está se fechando, segundo Little.
Durante sua intervenção ante a AIPAC no domingo (3), Ehud Barak advertiu o Irã que Israel não permitirá jamais que o desenvolvimento de armas nucleares.
O presidente americano, Barack Obama, deve realizar sua primeira visita oficial a Israel e Cisjordânia em duas semanas.
G-1...SNB

Arquivo do blog segurança nacional