quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Dilma Rousseff discute com Dmitri Medvedev perspetivas de colaboração Brasil-Rússia


No primeiro dia de sua visita oficial à Rússia, a presidente Dilma Rousseff encontrou-se com o premiê russo Dmitri Medvedev.

Medvedev, acolhendo a ilustre convidada, falou sobre o bom nível de relações entre os dois países e destacou o grande potencial do seu desenvolvimento:
"Em geral, as relações entre o Brasil e a Rússia estão a um nível bem alto, o nosso comércio aumentou significativamente nos últimos anos. Há projetos interessantes, negociações que envolvem empresas. Mas isso não significa que tudo está resolvido, que não há questões que precisam ser discutidas e que não há projetos que poderiam promover mais ainda as nossas relações nos próximos anos. Por isso, nesse sentido, o governo russo está à sua disposição, estamos prontos a conversar sobre qualquer assunto."
Dilma convidou Medvedev a visitar o Brasil durante o Carnaval
O primeiro-ministro da Rússia Dmitri Medvedev visitará o Brasil em fevereiro próximo, devendo participar na reunião da comissão bilateral de alto nível.
Esta informação foi prestada pelo chefe de Governo durante o encontro com a presidente Dilma Rousseff, que convidou o dirigente russo a realizar a reunião na altura do Carnaval. Ela disse em particular:
"Nós de fato estivemos juntos, eu penso até que estivemos juntos também no G20, a atuação dos nossos países no BRICS, no G20 e no FMI é essencial para que a gente faça avançar a agenda de cooperação mas também a agenda de reforma dos organismos internacionais. Eu gostaria também de dizer que a presidência russa do G20 é uma oportunidade para consolidar o fórum e também para obter progressos substanciais e urgentes em tempos de crise. É muito importante que essa presença se dê de um país dos BRICS. Além disso, eu considero que será muito importante a viagem do primeiro-ministro ao Brasil, para que nós também tenhamos uma consolidação do nosso relacionamento. É com muita satisfação que eu vou recebê-lo como co-presidente da comissão de alto nível de cooperação Brasil-Rússia".
Em resposta, Medvedev agradeceu à presidente por seu convite e acrescentou:
"Eu acredito que temos todas as razões para realizar esse evento previsto para fevereiro. Obrigado pelo convite para ver o Carnaval, seria muito interessante. De qualquer jeito, estaremos preparados para negociar com o meu colega Sr. Temer e para promover ainda mais as nossas relações. Nós também temos uma proposta especial de elaborar um plano de trabalho conjunto sobre questões comerciais e econômicas e assiná-lo durante a visita ao Brasil."
Por seu lado, Dilma Rousseff manifestou a esperança de que a Rússia e o Brasil venham a cooperar de forma construtiva no quadro das organizações internacionais. “Nós cooperamos de forma estreita no âmbito do G20 e do BRICS, na arena do FMI e julgo que esta interação irá contribuir para o reforço dos contatos, para o qual muito contribuirá o fato de a Rússia ter passado a presidir o G20”.
Brasil quer cooperar com Moscou na defesa, ciência e tecnologias
O Brasil quer cooperar com a Rússia não só no comércio e na economia como também nos domínios da defesa, ciência e tecnologias, informou a presidente Dilma Rousseff, em entrevista aoGazeta Russa.
“Queremos desenvolver também uma intensa cooperação no domínio da ciência e no intercâmbio de tecnologias. A Rússia acumulou uma enorme reserva de conhecimentos em diversas esferas. Gostaríamos de desenvolver a cooperação nos setores da defesa, do espaço e em muitos outros. Por nosso lado, podemos compartilhar nossas realizações nos domínios das nano- e biotecnologias”, declarou Dilma Rousseff.
A presidente assinalou que espera a cooperação ao nível de empresas e particulares. Por exemplo, no âmbito do programa Ciência Sem Fronteiras, o Brasil pretende enviar até 2014 para estudos noutros países 101 mil estudantes brasileiros. Na opinião da presidente, tais programas contribuirão para a aproximação mútua dos países.
Na opinião de Dilma Rousseff, hoje em dia o BRICS tem grande importância para a edificação dum mundo multipolar: “Hoje, nas condições de uma crise crónica na zona do euro e nos EUA, nossos países são responsáveis pelo desenvolvimento mundial e pela política que nós levamos a cabo e que garante o desenvolvimento”.
Segundo Dilma Rousseff, a Rússia e o Brasil não devem continuar sendo apenas fornecedores de matérias-primas, como até agora.
Medvedev ofereceu souvenir russo à presidente do Brasil
Dmitri Medvedev ofereceu a Dilma Rousseff um guarda-jóias lacado, da escola Kholui, na véspera de seu aniversário.
A presidente do Brasil festeja seu aniversário amanhã, 14 de dezembro, mas Medvedev entregou-lhe o presente hoje, contrariamente à tradição, aproveitando a presença de Dilma Rousseff em Moscou.
O guarda-jóias foi fabricado por artistas da aldeia de Kholui (região de Ivanovo) e é decorado temas de contos épicos russos
VOZ DA RUSSIA SEGURANÇA NACIONAL BLOG

Arquivo do blog segurança nacional